Arquivo da categoria: Empreendimentos

categoria - Empreendimentos

Postado em: 10 de julho de 2014 às 10:00

Comprar imóvel na planta: o que observar?

plan

Adquirir um imóvel em planta é uma opção cada vez mais comum no mercado imobiliário. Afinal, comprar enquanto ainda é um projeto tem vantagens financeiras significativas, que podem chegar a uma diferença de 40% no preço em relação ao imóvel pronto para morar. A dica é sempre procurar incorporadoras sérias, reconhecidas e com tempo de mercado. Não faltam casos de fraudes e deficiências no produto final.

 

Não visitar o local de construção da obra é um dos piores erros para quem está negociando um imóvel na planta. É comum ver estandes de venda em shoppings e, optando pela comodidade, confiar na descrição do imóvel feita pelos corretores. É muito importante fazer uma visita à obra e ver de perto as condições do entorno: vizinhos, trânsito e facilidade de acesso. E também pesquisar se há previsão de obras viárias no entorno e como é a rotina da região.

 

A maquete é a principal ferramenta para esclarecimento de dúvidas. Por isso, examine cada detalhe e pergunte se faz parte do projeto. Verifique o posicionamento solar dos apartamentos e, quando houver, das próprias torres, lembrando que a face sul recebe menos sol e isso pode influenciar na valorização do apartamento no futuro.

Postado em: às 10:00

categoria - Arquitetura

Postado em: 15 de maio de 2014 às 22:26

Antigo renovado

museu pao

A arquitetura a favor da preservação. É possível garantir que a história e a memória fiquem vivas por meio da construção. É o caso do Museu do Pão, restaurado sem perder as características originais do projeto original. É uma mistura de antigo e contemporâneo. O museu fica em Ilópolis, a capital da erva-mate, na região nordeste do Rio Grande do Sul.

 

Construído em 1917, o Museu do Pão é um conjunto arquitetônico que revela a história do pão, desde o grão até o prato. Quando criada, em 2004, a Associação dos Amigos dos Moinhos do Vale do Taquari adquiriu o imóvel com recursos doados pela Nestlé Brasil e realizou as obras de restauro, que terminaram em 2008, unindo o moinho de 1930 com arquitetura contemporânea. No local, podem ser encontrados a Bodega do Moinho, o Museu do Pão e a oficina de panificação onde são ministrados cursos para a sociedade.

 

O projeto já tem reconhecimento nacional: o Prêmio Rino Levi, conferido pela seção São Paulo do IAB (Instituto de Arquitetos do Brasil), e o Prêmio Rodrigo Melo Franco de Andrade, promovido pelo Iphan (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional), na categoria preservação de bens móveis e imóveis.

Postado em: às 22:26

categoria - Bairros

Postado em: 17 de abril de 2014 às 10:00

O potencial do Humaitá

14346258

Quem passou pelo bairro Humaitá na década de 50, quase não reconhece a região que hoje abriga uma das principais construções de Porto Alegre dos últimos anos: a Arena do Grêmio. Localizado na Zona Norte de Porto Alegre, entre o bairro Navegantes e o município de Canoas, o Humaitá surgiu com poucas casas e um pequeno comércio local. Atualmente, tem megaempreendimentos e inúmeros projetos para o futuro.

 
Com o aumento populacional da cidade, veio à necessidade de encontrar um bairro com potencial para se desenvolver. Longe do centro e ainda com pouca infraestrutura, o Humaitá começou a chamar a atenção de construtoras entre os anos de 1960 e 1970, já que o custo de moradia era mais acessível. A partir de então, a área começou a ser cada vez mais ocupada e edifícios residenciais foram ampliados. Com a construção da Arena do Grêmio, o bairro passou a atrair investidores também por conta das melhorias viárias e de sua localização estratégica: próximo ao Aeroporto Salgado Filho e a 800 metros de uma estação do trensurb.

 
A relações públicas Erica Rigo adquiriu um imóvel no bairro Humaitá ainda na planta com o namorado. O casal, que deve receber o apartamento em 2016, viu no bairro uma região que tende a se valorizar ainda mais. “Estávamos em busca de um apartamento no entorno, pois meu namorado queria morar próximo a Arena. No fim, acabamos encontrando outras vantagens em morar no bairro”, conta Erica. A expectativa é de que em dois anos a área esteja ainda mais desenvolvida. “Espero também ter mais estabelecimentos comerciais, pois atualmente a grande maioria ainda é residencial ou empresarial”, afirma a publicitária.

 

O bairro, que já conta com quadras esportivas, quiosques e churrasqueiras localizadas no Parque Marechal Mascarenhas, deve ficar completo até o ano que vem, quando os moradores poderão usufruir de shopping center, centro de eventos e, ainda, dividir o bairro com turistas que se hospedarem nos futuros hotéis.

 

Foto: Zero Hora

Postado em: às 10:00